As últimas receitas...

Faz Lá ISto Na Bimby - Leite Creme Tradicional

Leite Creme Tradicional e a história que falta

As nossas receitas têm sempre uma pequena história associada. Complementa, achamos nós. Conviver, comer e beber é um dos objetivos deste blog, e comer em conjunto, com os amigos e a família aumenta, e muito, o prazer associado. É tipo aquela velha máxima... "ai e tal, tou sozinha, como uma sopa e sandes"... mas que piada tem isso? e treinar novos pratos? e fazer um jantar e convidar o vizinho de cima? muito melhor :-)
Mas voltando à história do leite creme. No Natal há imensos jantares, agora os almoços e há quem coma o bacalhau ao almoço e ao jantar, numa sucessão interminável de ementas repetidas para celebrar a maravilha do natal.. blá.. blá... por falar em ementas de almoços de natal, faz-me lembrar a ementa dum almoço de Natal, aqui em casa, que foi um sucesso, nem as espinhas sobraram... mas voltando, as amigas combinaram um lanche na casa da Ana e era preciso levar um doce/salgado e uma lembrança.
Até à ultima da hora não fazia a mínima ideia do que levar, até que olhem para as laranjas e lembrei-me de fazer leite Creme mas com laranja. Fica óptimo, mas é preciso cortar o açúcar para metade.... de resto, a receita é só substituir o limão pela laranja (agradeçam pois demos 2 receitas pelo preço de 1).
E foi um sucesso... todos gostaram, até acho que a Barbara ficou com uns ciúmes, pois o Leite Creme era o território dela :-).
A partir daí tornou-se receita assídua, e a Liliana não passa sem ela. Cai maravilhosamente bem num almoço ao Domingo, nos aniversários, não pode faltar na mesa do Natal, pois claro, e é BBB (bom, bonito e barato) (até aposto que não conheciam a expressão) (hoje estou inspirada :-)).


Ingredientes
  • 6 Ovos Tamanho Médio/Grande
  • 1 Litro de Leite (eu uso meio gordo mas podem optar por magro/gordo, conforme preferirem)
  • 1 Pau de Canela
  • 1 Limão
  • 250 gr. Açúcar Branco Granulado
  • 50 gr. Farinha Maisena (amido de milho) 
  • Açúcar para Polvilhar e Ferro de Queimar Eléctrico, Manual ou Maçarico de Cozinha  

Notas sobre os ingredientes
Tenho sempre preferência por ovos de grande qualidade, pois são a base desta receita. para o caso de ter acesso a ovos caseiros, opte sempre por estes e frescos. Devem estar sempre à temperatura ambiente para fazer sobremesas.
Neste receita não opte por substituir por outro tipo de açúcar. Este creme é super sensível à textura do açúcar, ao granulado e, claro, ao tipo de açúcar que utiliza. Há outros doces tradicionais que pode fazer substituição de açúcar, não é o caso. 


Preparação
  1.  Inicie a receite retirando os ovos do frio,  e por dar sabor ao creme colocando o leite, o pau de canela e a casca do limão ao lume até que ferva. Apague o fogo e deixe repousar o leite pelo menos durante 30 minutos, para ficar bem aromático. 
  2. Entretanto, parta os ovos e separe as claras das gemas. Na taça onde irá colocar as gemas coloque um passador e já colocando as gemas. Este passo é fundamental para as gemas fiquem bem isentas de clara (o que só iria provocar grumos ao creme), e as gemas vão caindo para a taça lentamente. 
  3. Num tacho junte o açúcar com o amido de milho. 
  4. Logo que tenha passado o período de aromatizar o leite, retire-lhe a nata que ganhou, a canela e a casca do limão. 
  5. Adicione umas 3 colheres de leite ao açúcar e mexa. Junte todo o restante e leve ao lume, mexendo sempre. 
  6. Vá mexendo até que ganhe estrutura mas sem solidificar totalmente. Este processo leva alguma paciência pois tem de o fazer em fogo baixo/médio. Antes que solidifique por completo, retire-o do lume, e adicione as gemas devagar para não cozerem de imediato. 
  7. Leve de novo ao lume até que engrosse por completo (este último passo são uns 2-3 minutos). 
  8.  Desligue e coloque numa taça de servir ou tacinhas individuais. 
  9. Imediatamente antes de servir ligue o ferro eléctrico, polvilhe o leite Creme com açúcar e queime.
Espero sinceramente que façam a receita, a aprovem e que nos contem a vossa história com esta ou outra receita qualquer. Seria um gosto.

Sugestão de acompanhamento

Esta receita merece algo especial. Para mim, o melhor após um almoço de convívio, é um cálice de Porto. O nosso maravilhoso vinho do Porto.
Para que não pese muito no orçamento familiar, escolho este vinho com sabor doce, mas com toque seco, o Tawny Velhotes.

0

Faz Lá Isto Na Bimby - Bolo de Claras Aromatizado com Limão

Bolo de claras aromatizado com limão

Esta receita é ótima para fazer aproveitamentos de claras de ovo. Como faço diversas vezes Leite Creme sobra sempre 6 claras de ovo. 
Uma opção é congelar na arca, dentro de um frasco de vidro, pois aguentam-se até 6 meses assim. Outra opção é preparar um bolo fantástico, fofo e delicioso para o lanchinho dos miúdos , ou convidar as amigas para uma fatia e um par de horas de conversa. Acho que a segunda opção é a melhor, por isso ponham mãos à obra. 
A receita não pode ser mais fácil :-) 

Grau de dificuldadeAté Uma Bimby Avarida Faz Isto <=> Muito Fácil
Tempo de preparação: 20 minutos + tempo de cozedura
Custo: Baixo
Porções: 12 fatias 

Ingredientes
  • 3 chávenas de farinha de trigo
  • 1 colher de sopa de fermento
  • 1 pitada de sal
  • 6 claras de ovo
  • 4 colheres de sopa de manteiga 
  • 2 chávenas de açúcar
  • 1 chávenas de leite + 3 colheres de sopa
  • raspas da casca de 1 limão
  • 1 colher de sopa de óleo vegetal de sabor neutro (uso de girassol)

Notas sobre os ingredientes: 

A manteiga pode ser pré-aquecida no micro-ondas, cerca de 30 segundos, ou deixada a temperatura ambiente para ser mais fácil mexer o bolo.  
Pode aromatizar com limão, ou laranja, ou ainda uma lima, mas tenha presente que o resultado final vai ter o toque do citrino que lhe colocar. Uma outro opção é juntar açúcar baunilhado ou um pouco de aroma artificial. 

Preparação
  1. Pré-aqueça o forno a 180 graus
  2. Peneire a farinha junto com o fermento e o sal e reserve numa tigela.
  3. Bata as claras em castelo bem firme e reserve.
  4. Bata a manteiga e o açúcar até ficar fofo. Se estiver difícil de bater acrescente 1 ou 2 colheres do leite.
  5. Acrescente a mistura de farinha/fermento/sal intercalando com o leite e bata até ficar homogéneo.
  6. Retire da batedeira e acrescente as raspas do limão, a colher de óleo (por vezes nem ponho o óleo e sai delicioso) e as claras, delicadamente.
  7. Coloque em forma de buraco depois de untada e polvilhada com farinha.
  8. Leve ao forno por aproximadamente 30 a 40 minutos.
  9. Teste o ponto com um palito de madeira que deverá sair limpo.
Mais uma vez, esperamos que tenham gostado, e que voltem sempre, claro!

As vossas sugestões e/ou dúvidas serão sempre muito bem vindas...
0

Faz Lá Isto na Bimby - Pimentos Recheados

Pimentos Recheados

Não sabe o que há-de fazer para o jantar?
Temos uma óptima receita para a famosa técnica de ReDOn ( palavra Francesa que significa Restos D'Ontem ).

Brincadeiras à parte, não desanime, é uma óptima maneira de aproveitar sobras de comida que tenha por lá no frigorífico, e enquanto o diabo esfrega um olho tem uma refeição completa e saborosa para todos.

Lá em casa faz-se esta receita algumas vezes, como gostamos muito de pimentos, temos sempre bastantes lá por casa, e como fazemos sempre muita comida (a FB nem por isso, mas eu faço comida para um batalhão, parece-me sempre pouco....), temos igualmente sempre sobras no frigorífico.

Acho que fica particularmente bom recheado com Bolonhesa, embora possam experimentar os sabores que entenderem, como falamos antes, é para aproveitar sobres de comida!

E como diz a minha irmã, a CD "Não se pode estragar nada!!!"  - Se bem que ela diz sempre estas coisas a berrar, não é bem a berrar, fala é muito alto....  - Tenho pena do meu cunhado e dos meus sobrinhos, a sério que tenho!

Grau de dificuldadeAté Uma Bimby Avarida Faz Isto <=> Muito Fácil
Tempo de preparação: 30 minutos
Custo: Baixo
Porções: 4 Pessoas

Ingredientes
  • 4 Pimentos
  • Sobras de Bolonhesa ( ou sobras de frigorífico, o que quiserem )
  • 3 Fatias Grossas de Broa ou Pão Duro
  • 1 Pitada de Queijo Mozzarella ( ou sobras de flamengo )
  • 1 Dente de Alho
  • Orégão qb
  • Azeite qb
  • Flor de Sal qb
  • Pimenta qb

Notas sobre os ingredientes

Dado que é uma receita para aproveitar as sobras que temos lá por casa, não temos grandes indicações para vos dar!
Pela nossa experiência, sabemos que a bolonhesa combina bastante bem com os pimentos! Já fizemos também com restos de carne assada e grelhada, e fica igualmente bom!
Ao recheio, caso esteja muito seco, pode sempre fazer um refogado e dar-lhe um pouco mais de vida!
A única nota será talvez nos pimentos, escolha pimentos grandes, aliás largos, que possam levar bastante recheio, mas que não sejam muito tortos, pois depois vai ter dificuldades em manter os direitos no tabuleiro!


Preparação
    Faz Lá Isto Na Bimby - Pimentos Recheados - Preparação
  1. Corte o topo dos pimentos, retire as sementes, e limpe as películas brancas do interior do pimento;
  2. Se o pimento não se aguentar ao alto sozinho, corte-lhe um pouco da base, para que o possa endireitar. Cuidado, não corte demasiado, senão atinge o interior do pimento e o molho durante a cozedura pode sair;
  3. Pincele levemente o interior dos pimentos com azeite, e tempere de flor de sal e pimenta. Reserve 5 minutos;
  4. Esfarele a Broa ou o Pão. Reserve;
  5. Aqueça numa frigideira um fio de azeite, e deite o dente de alho picado;
  6. Assim que o alho deitar aroma, coloque a broa/pão esfarelada, e deixe as migalhas embeberem o azeite aromatizado. Depois desligue e polvilhe com o orégão;
  7. Recheie os pimentos com as sobras de bolonhesa (mas não até cima) e coloques no tabuleiro;
  8. Acabe de encher cada pimento com as migalhas de pão e remate com queijo e mais um pouco de orégão;
  9. Levo o tabuleiro a forno pré-aquecido nos 180º durante 20/30m. ( depende do tamanho dos pimentos e do recheio que usa... )

Sugestão de acompanhamento

Costumamos sempre sugerir um acompanhamento a nível de bebida para as nossas receitas, não é verdade?
Pois, mas desta vez não! 

Já que é uma receita de aproveitamentos, aproveitemos também para acabar os restos de vinhos que temos por lá espalhado antes que virem vinagre ( é que acontece lá em casa às vezes, confesso )!

Agora já sem brincadeiras, é um prato versátil em termos de bebida, tanto pode acompanhar com um vinho Branco ou Tinto, desde que qualquer um deles seja jovem, leve... Por exemplo um Dão Flor de Nelas Branco Reserva. ( Não coloco o link pois não lhe encontrei página oficial da Adega - Ares do Dão - Sociedade Vitivinícola, e como sabem não temos por hábito colocar links a sites de comerciais de vinho! )


Mais uma vez, esperamos que tenham gostado, e que voltem sempre, claro!
As vossas sugestões e/ou dúvidas serão sempre muito bem vindas...

0

Faz Lá Isto Na Bimby - Risotto de Camarão e Espinafre


Risotto de Camarão e Espinafre

Risotto? O que é isso? Vais fazer? É difícil?
É maravilhoso! Sim, faço vários! Nada, simples e delicioso.
E é assim que descrevo este prato.

O Risotto, sendo um prato italiano, foi-me apresentado por duas amigas, uma brasileira outra portuguesa. E embora pouco conhecido da maioria das casas portuguesas, tem alguma semelhança com os "arrozes" típicos da nossa gastronomia, pois deve usar-se um tipo de arroz "cheio" (como o carolino) que abra e acolha os sabores escolhidos.
Combina muito bem com peixe, camarão, legumes e carne embora o LSD prefira o primeiro Risoto que provou, o meu, simples e feito somente com caldo de limão.  
Ora, num dos dias em que a mãe do LSD estava cá em casa, disse: "Hoje jantar é por minha conta, querem um Risoto de Camarão?" ele, o LSD adorou ideia, a senhora respondeu: "nunca comi" ... e saiu esta receita.
Espero que gostem :-)


Grau de dificuldade: Já Não É Qualquer Bimby Que Faz Isto <=> Médio
Tempo de preparação: 30 minutos + tempo de preparação do Caldo de Camarão
Custo: médio
Porções: 6 pessoas

Ingredientes
  • 200/250gr de Arroz Arborio para Risotto, ou, em alternativa,  Carolino 
  • 1 Copo de Vinho Branco, Meio Seco
  • 1 Litro de Caldo de Camarão, preferência pelo caseiro, já quente. 
  • 500gr de Camarão Médio, descascado e à temperatura ambiente
  • 1 Cebola Pequena
  • 2 Dentes de Alho
  • Espinafres (uma mão cheia)
  • Azeite, Sal, Pimenta, Manteiga e Queijo qb

Notas sobre os ingredientes

Deve ser usado camarão inteiro, congelado. O tamanho deve ser o médio/grande, pois com a cozedura tende a diminuir de tamanho.
A manteiga deve ser boa, aqui em casa só usamos açoriana, por isso não abuse do sal.
Quanto ao queijo pode optar por um que possa ralar no momento, ou um queijo creme para uma textura mais aveludada, como ou ainda, por versões de queijo magros. A manteiga vai conferir cremosidade ao arroz, não passe este passo fundamental, mas poderá cortar um pouco no queijo final. O principal segredo do Risoto é sempre a qualidade do caldo e o equilíbrio do sabor final.
Preparação
  1. Lave e prepare os espinafres, coza-os em vapor por 3 minutos. 
  2. Lave os camarões, retire a casca e a cabeça e coza-os por 2 minutos ou saltei-os num pouco de azeite temperado com alho.
  3. Numa panela  aqueça uma ou duas colheres de azeite e deixe aquecer um pouco. Junte a cebola cortada em pedacinhos e refogue 30 segundos, e acrescente o alho;
  4. Após o refogado da cebola e do alho adicione o arroz, e mexa até que comece a ficar branco; 
  5. Adicione o vinho e deixe que o arroz absorva o líquido até ao final; 
  6. Vá acrescentando o caldo de camarão, concha a concha, e mexendo sempre o arroz e até que esgote o liquido. Sempre que o arroz começa a abrir pequenos "buracos" na panela (e sem queimar no fundo) está na altura de adicionar mais uma concha de caldo. É mesmo assim, o arroz vai absorvendo pouco a pouco o liquido, e assimilando os sabores. 
  7. Quando colocar a última concha de caldo, mexa um pouco mais até que absorva quase a sua totalidade e apague o fogão. 
  8. Junte agora uma colher sobremesa de manteiga e mexa e, por fim, junte o equivalente a uma colher de sopa de queijo ralado e volte a mexer. Tampe o tacho e deixe repousar uns 3 minutos. 
  9. Abra o arroz, junte os espinafres escorridos, e o camarão cozido ou salteado, e deixe repousar mais uns minutos.
  10. Sirva com um pouco de salsa ou coentros picados por cima do arroz. 

Sugestão de acompanhamento

Um risotto deve ser acompanhado, na minha opinião, com uma bebida leve mas aromática. Um rosé de uma boa colheita, para refrescar um prato cheio de sabor. E é, por esta opinião, que apenas recomendo o tipo de vinho e não um em particular, num convite a fazerem a vossa própria selecção.

Como sempre esperamos que tenham gostado, e claro, que voltem sempre!
Qualquer sugestão da vossa parte será muito bem vinda...
0

Faz Lá Isto Na Bimby - Grelos Salteados

Grelos Salteados

Óptimo acompanhamento para carne ou peixe, embora prefira para carne pois o seu sabor ligeiramente acre contrasta bem com a gordura. É um prato muito pratico de fazer, que vos vai deixar surpreendidos pela sua simplicidade, sabor e adaptação aos mais variados sabores...

Lembro-me perfeitamente de os meus avós o fazerem não só de acompanhamento, mas sim de prato prato principal, juntando um pouco de broa de milho e azeite!

Grau de dificuldade: Até Uma Bimby Avariada Faz Isto <=> Muito Fácil
Tempo de preparação: 30m
Custo: Baixo
Porções: 6


Ingredientes

  • 1 Molho de Grelos de Nabiça
  • 2 Dentes de Alho
  • Azeite qb
  • Sal qb
  • Pimenta qb

Notas sobre os ingredientes:

Nada de muito especial a dizer neste caso, apenas que os grelos apenas se encontram para consumo, durante os finais do Outono e até os fins do Inverno. Mais uma vez, a recomendação é sempre a mesma, quanto mais fresco melhor!
E claro, comer produtos que estão disponíveis na sua época, e cultivados perto de nós, achamos que continua a ser a melhor e mais saudável opção....


Faz Lá Isto Na Bimby - Grelos Salteados - Preparação
Preparação
    Faz Lá Isto Na Bimby - Grelos Salteados - Preparação
  • Arranje os grelos e aproveite apenas a parte de cima da folha e descarte os caules. São muito
    duros e não cozem tão depressa como o resto da planta;
  • Leve bem as folhas (têm tendência a ter algumas lesmas ou caracóis), e coloque água a aquecer numa panela alta, com metade do sal;
  • Assim que a água estiver a ferver, junte os grelos e deixe ferver até as partes mais grossas da folha estiverem "al dente";
  • Desligue o lume e passe os grelos por um escorredor para que toda, ou grande parte da água, escorra da cozedura;
  • Quando os grelos estiverem bem escorridos, aqueça uma frigideira com um fio de azeite. Assim que estiver bem quente, salteie os grelos ( cuidado, pois se ainda tiver muita água vai salpicar bastante ).
  • Ao ver os grelos a começarem a fritar, e a água dos grelos a misturar-se com o azeite da fritura, rale o alho por cima dos grelos, tempere com flor de sal, pimenta, e mexa energicamente. ( sim, rale o alho com um ralador. o sabor vai-se espalhar mais depressa e o alho não queima )
  • Transfira tudo para uma travessa / prato, e aguarde 5 minutos antes de comer para que o sabor  da água dos grelos, o alho e a pimenta se misturem.


Sugestões de acompanhamento

Faz Lá Isto Na Bimby - Grelos Salteados - Adega de PegõesComo vos disse antes, este acompanhamento faz maravilhas com uma carne ou peixe grelhados, mas também me lembro de lembro dos meus avós comerem isto, apenas com peixe cozido, ou simples, apenas com azeite e broa!
Mas como sempre, havia um copo de tinto a acompanhar...
A última vez que o fizemos cá em casa, este foi o tinto que bebemos.
Um Adega de Pegões Tinto, um vinho saboroso, suave, e ajudou empurrar muito bem estes grelinhos com uns secretos de porco grelhados na chapa!

Como sempre, esperamos que tenham gostado, e claro, que voltem sempre!
Qualquer sugestão da vossa parte será muito bem vinda...
0

Faz Lá Isto na Bimby - Carapaus de escabache

Carapaus de escabeche


Volta e meia apetece um clássico!

Depois de termos comprado uns carapaus grande demais para fritar,  poucos para grelhar e pequenos para assar no forno, tive aquela bela ideia do escabeche!

Por muito mau que seja o peixe, desde que cortado à medida e embebido tempo suficiente neste molho, fica uma delícia! Especialmente se for servido bem frio!

Com a criançada devolta de mim a "tentar" ajudar e ao mesmo tempo a pôr a mesa no pátio para tornar ainda mais rústico esta receita, eis que o pestico calhou mesmo bem, tanto é que nem as cabeças sobraram....

A FB adorou, e a ID deu uma ajuda "preciosa"!


Grau de dificuldade: Qualquer Bimby Faz Isto <=> Fácil 
Tempo de preparação: 30m
Custo: Baixo
Porções: 6

Ingredientes
  • 3 Carapaus Médios cortados às postas
  • 1 Cebola Grande
  • 3 Dentes de Alho
  • 1 Folha de Louro
  • 1 Ramo de salsa
  • Azeite qb
  • Vinagre qb
  • Sal qb
  • Pimenta qb
Notas sobres os ingredientes

Neste caso em concreto não temos muito a dizer...
Os ingredientes é do mais normal que temos por casa, quanto ao peixe, a recomendação é a mesma de sempre: Quanto mais fresco melhor!
A única ressalva é que esta receita fica melhor se for feita de véspera e se for usado o azeite da fritura do próprio peixe.
No entanto se tiver restos de peixe frito lá por casa pode simplesmente seguir a receita do molho escabeche e adicionar ao peixe já frito...


Faz Lá Isto na Bimby - Carapaus de escabache - Preparação


Preparação
    Faz Lá Isto na Bimby - Carapaus de escabache - Preparação
  1. Corte os carapaus em 4 ou 5 pedaços e tempere-os com sal e pimenta, pelo menos 30 minutos antes da fritura;
  2. Na frigideira, deite o azeite e frite o peixe levemente. Não o deixe demasiado "tostado", porque depois o molho irá a ajudar o peixe a cozer;
  3. Retire o peixe e reserve-o numa taça com alguma profundidade para que  possa ficar coberto com o molho que vamos fazer;
  4. Com o peixe já reservado, pegamos no mesmo azeite da fritura, e  deite a cebola, cortada às meias luas, o alho e o louro. Deixe fritar tudo até a cebola amolecer;
  5. Desligue o lume, e com a mistura ainda quente, junta-se o ramo da salsa e o vinagre. (Não deixe o vinagre ferver, pois perderá a intensidade). 
  6. Verta o molho ainda quente por cima do peixe e reserve até arrefecer! ( ou se forem mesmo gulosos, comam logo!)






Sugestão de acompanhamento


Faz Lá Isto na Bimby - Adega de Silgueiros - Terras do Dão
Como já se devem ter apercebido, nós aqui em casa somos amantes de vinho tinto, e pouco chegados ao vinho branco (a não ser que seja transformado em Espumante, ai é outra conversa... )!
Embora alguns possam debater que com peixe seria melhor um vinho branco, achamos que este em questão da Adega de Silgueiros,  um vinho corrente, o Terras do Dão, é uma boa opção e é um vinho residente aqui em casa, quer para nós quer para os nossos amigos (sim, isto aqui em casa às vezes parece um restaurante!)


Espero que apreciem, como sempre quaisquer comentários e/ou sugestões serão muito bem-vindos!
Obrigado... 
0


Queijadinhas de leite 

Há quatro anos publiquei no facebook, esta receita, após vários anos sem a fazer. Hoje, o mesmo facebook, lembrou-me este dia, e decidi partilhá-la com o meu sobrinho mais velho, que a adora.

Assim que as aprendi a fazer, era o meu doce de eleição. Ao sábado à tarde lá as fazia, queimava dedos e a paciência à Ti Lurdes mas regalava o sobrinho Pedro com elas. O sobrinho e eu própria, pois adoro-as.... Basicamente são umas queijadinhas de leite, ótimas para qualquer ocasião, um lanche para os sobrinhos, ou um pequeno miminho para as pessoas mais queridas.

Até que, e sem saber muito bem o quê e o porquê, os sábados foram passando a semanas, meses e anos, e deixei de as fazer....bem... há quatro anos fiz, voltei a fazer quando soprei os 40 (OMG) e creio que as vou voltar a fazer.
Enquanto esse dia não chega, deixo-vos a receita.


Grau de dificuldade: Uma Boa Bimby Faz Isto <=> Médio
Tempo de preparação: entre 45 minutos a 1 hora e 30
Custo: Baixo
Porções: 2 tabuleiros (cerca de 60 queijadas)


Ingredientes:
  • 1 litro de leite (utilizo meio-gordo, para alguma consistência); 
  • 4 ovos inteiros
  • 125 gr de manteiga
  • 1 chávena bem cheia de açúcar
  • 1 chávena bem cheia de farinha T55  
  • 1 colher sobremesa fermento químico 
  • 1 limão para ralar
Notas sobre os ingredientes

Prepare-se para queimar os dedos. Cada queijada tem ser bem untada com margarina, para não pegar, e depois têm que ser retiradas ainda quentes das forminhas
Pode fazer queijadinhas em formas de queques ou empadas, mas ficarão muito grandes e massudas. As melhores são as pequenas, semelhantes ao pastel de nata.
A farinha deve ser peneirada, sempre, e a cada colherada, pois fará grumos ao envolver com o leite. Não se preocupe, é mesmo assim. No final, antes de forno, retira todos os grumos com um coador.

Preparação:

  1. Ligar o forno em temperatura de 180.º, sem ventilador.
  2. Comece por derreter a manteiga numa wok, ou no micro-ondas, até ficar completamente derretida mas sem queimar/ferver, e enquanto isso bata grosseiramente os ovos inteiros.
  3. Junte a manteiga aos ovos e bata bem, até a mistura ficar fofinha.
  4. Adicionar o açúcar e bater energicamente. De seguida intercalar o leite com a mistura da farinha com o fermento, sempre adicionando a farinha peneirada e até que ambos terminem. No final, se quiser, adicione a casca de um limão ralada.
  5. A mistura deverá ficar liquida, ela espessa com a temperatura do forno.
  6. Em seguida deite a mistura nas formas, e leve-as ao forno, cerca de 30-40 minutos.

Como costumo fazer 2 tabuleiros, o que fica em cima faz-se mais depressa, o melhor é ir vendo cor e textura e trocar a posição dos tabuleiros ao fim dos 20 minutos.

E delicie os seus amores neste fim-de-semana.



Sugestão de acompanhamento

Embora tenha muito por onde escolher para acompanhar este docinho, tenho toda a certeza que ficará muito bem acompanhado por um Caves do Solar de São Domingos Elpídio Bruto 80 de 2011.
Isto porque, além de termos estado presentes no BAIRRADA Vinhos & Sabores 2017, onde este espumante ganhou a Grande Medalha de Ouro de Espumantes da Bairrada 2017, também tivemos a oportunidade de o provar (várias vezes, devo acrescentar), e vos garanto que realmente é uma boa escolha!

Espero que apreciem, como sempre quaisquer comentários e/ou sugestões serão muito bem-vindos!
Obrigado... 

0


Culturas Primaveris #1 - MORANGOS

Sim, verdade, cá em casa nem só receitas de comida que dificilmente se podem fazer na Bimby (ou assim o tentamos) se fazem posts.

Na verdade quando podemos, tentamos cultivar os nossos próprios alimentos!
Não é nenhum fundamentalismo da nossa parte, aliás da minha parte, eu é que gosto de fazer estas incursões pela agricultura. Sinceramente gosto de o fazer e de lentamente cuidar das plantinhas e ver os frutos do nosso trabalho!

A FB acha piada ao que eu faço, mas não liga assim muito, não... Nem por isso! Só me chama a atenção por causa da conta da água que este mês vai ultrapassar o orçamento!
Nem me incomoda assim muito que ela não se meta no que eu faço, até fico um pouco aliviado para dizer a verdade... Pois eu também não me meto nas conversas que ela tem com a casa...

Sim, eu possivelmente ou moro com uma lunática, ou uma vidente imobiliária, pois a nossa casa fala com ela, e volta e meia vira-se para mim e diz "Coração.... A casa esteve a falar comigo....".
Palavras proferidas sempre com melodia e meiguice tal, que nos distrai do ataque eminente que se adivinha... "Vi uns cortinados tão giros... Olha que iam ficar o máximo na cozinha!"

E aí está... Cruelmente desferido o golpe sobre o domínio da cozinha!
É assim, a cozinha, é como se fosse um enclave cá em casa... Eu bem que quero mandar, mas está sempre alguém a querer mandar também... E ainda por cima só têm ideias malucas! Onde é que já se viu meter cortinados numa cozinha?!?!
Depois não dá pra ver nada lá pra fora!!!!

Passam coisas muito interessantes no lado de lá da janela, não é? Imaginem o que se pode perder por não vislumbrar correctamente os transeuntes que passam na rua. Isto é um atentado aos meus direitos, para dizer no mínimo!

Mas voltando aos morango....

É realmente uma cultura simples de manter. Podem-se comprar os pés de morango em qualquer mercado, ou mesmo até nas grandes superfícies.
Caso tenham espaço em casa sugiro transplantar para canteiros grandes (que é o meu caso), ou então em vasos. Normalmente uso a terra da SIRO Universal pois para as culturas que já tive oportunidade de fazer foi realmente do melhor que achei!

A planta do morango é bonita, e ao fim de pouco tempo está a produzir. Pode simplesmente ir colhendo os frutos à medida que vão amadurecendo e deliciar-se com sabor de um morango fresquinho e biológico. Pode ver aqui também algumas receitas possíveis com os morangos, por exemplo a Mousse de frutos vermelhos com suspiros.

É tudo, apenas queria partilhar algumas das nossas culturas caseiras e visualmente atraentes!

Até breve
0